PMMA realiza I Encontro de Mulheres da Polícia Militar do Maranhão

PMMA realiza I Encontro de Mulheres da Polícia Militar do Maranhão

01Na manhã dessa quarta (09) a Polícia Militar do Maranhão, através do Comando de Segurança Comunitária realizou no auditório Fernando Falcão (Assembleia Legislativa) o I Encontro de Mulheres da Polícia Militar do Maranhão tendo como público alvo as policiais militares e funcionárias civis da nossa instituição, além das polícias coirmãs. 

O evento contou com a participação de várias mulheres que militam na rede de enfrentamento a violência de gênero e que se destacam no cenário maranhense e brasileiro na luta por seus direitos e pela defesa dos interesses femininos.

Ao longo do dia vários temas e discussões foram propostos, dentre os quais temos a questão da violência contra a mulher, o assédio, a cultura machista e o papel dos diversos entes na defesa e na efetividade destes direitos. Como o Ministério Público, a Delegacia Especial da Mulher (DEM/PC), a Patrulha Maria da Penha (PMMA) e a Atuação do Centro de Apoio Psicossocial da PMMA (CAPS). 

Para a coronel Maria Augusta de Andrade, Comandante do Comando de Segurança Comunitária, a Polícia Militar do Maranhão busca com este encontro, orientar as mulheres da instituição: policiais militares femininas, funcionárias civis e mulheres que mantenham relacionamento familiar com integrantes da PMMA, sobre ações que possam combater a violência contra a mulher, seja no âmbito doméstico, seja no âmbito institucional

De acordo com o coronel Jorge Allen Guerra Luongo encontros como este facilitam o dialogo entre as mulheres e o comando da corporação que sempre se mostrou sensível aos anseios da tropa e em especial a nossas policiais femininas. Esse evento vem fortalecer questões como o empoderamento da mulher no mercado de trabalho, além de debater sobre a política de enfrentamento à violência contra as mulheres.

02

Para a deputada Valeria Macedo, o empoderamento feminino, questão tão recorrente nos dias atuais que encontra um campo fértil em encontros como estes, deve ser incentivado, sobretudo em instituições como Polícia Militar que por tanto tempo foi um ambiente onde a participação masculina foi maior, mas com a realização deste evento demonstra sua preocupação e os anseios em modificar cada dia mais esse cenário. 

Na Oportunidade foi anunciada a criação do Núcleo Assistencial de Acompanhamento e Orientação das policiais militares femininas, funcionárias civis e mulheres que mantenham relacionamento familiar com integrantes da Polícia Militar, criado através da Portaria nº 65 de 27 de julho de 2017, que também regulamenta as atividades da Patrulha Maria da Penha.

03