XIV JORNADA DE FOGUETES 2017

XIV JORNADA DE FOGUETES 2017

01

 

O Colégio Militar Tiradentes - CMT I, participou convite da Coordenação Nacional da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e da Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG) da XIV JORNADA DE FOGUETES, realizada no município de Barra do Piraí – RJ, no período de 31/10 a 03/11 do ano de 2017.

02

 

O CMT I participa pelo 7º ano consecutivo da referida olimpíada, sempre galgando lugar de destaque. Esse ano a competição reuniu as 56 escolas que obtiveram os melhores lançamentos de foguetes de garrafas PET do Brasil.

 

A equipe do CMT foi representada pela Professora Maria de Fátima Silva Sena, coordenadora da Olimpíada no Ensino Fundamental (líder da equipe) e pelos alunos Ana Patricia Pereira de Sousa, Kaio Felipe de Sousa Penha, Willame Gomes Mendes, todos alunos do 3º ano do ensino médio. 

 

A Jornada de Foguetes está atrelada a Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e também a MOBFOG, eventos estes que ocorrem em duas etapas, uma dentro da própria escola, em uma única fase e é realizada dentro do ano letivo.

03

 

Na competição, cada escola representada pelas suas equipes de alunos e professor tem o direito de realizar dois lançamentos, que para efeito de classificação, é considerado o maior alcance.  No encerramento do evento, na cerimônia de premiação, as equipes recebem troféus de campeão, vice-campeão e menção honrosa, além de medalhas de ouro, prata e bronze. 

 

Vale ressaltar que, o CMT I, por obter um dos melhores resultados dentre os lançamentos, com a marca de 186m conquistou a medalha de ouro e o troféu de campeão.

 

Além dos lançamentos de foguetes, cada equipe apresenta, em power point, o seu foguete e a base de lançamento para uma banca de professores, que julgam a apresentação oral da equipe bem como a segurança nos lançamentos.

04

 

Com relação aos foguetes apresentados no evento, todos são feitos de garrafas pet de 2 litros e material plástico leve ou papelão para a confecção das aletas. O combustível utilizado é uma mistura de vinagre (ácido acético) e bicarbonato de sódio,que provoca uma reação química liberando Dióxido de Carbono (CO2), responsável por colocar o foguete em movimento, seguindo o princípio da AÇÃO e REAÇÃO(3ª lei de Newton),o que leva o foguete a atingir em média 300 metros de alcance.

 

Sobre a construção da base de lançamento, todas as equipes seguem os modelos apresentados no regulamento pela comissão nacional, porém com aperfeiçoamentos, pois algumas optam por substituir os canos de PVC por canos de metal dando assim, maior resistência e estabilidade a mesma.

A programação do evento, além dos lançamentos de foguetes de garrafa pet (pelos alunos) e de papel com combustível sólido (pelos professores), também contou com palestras ministradas pelo Astronauta Marcos Pontes, Capitão Élio da Força Aérea Brasileira do (CLBI), Sr. Roberto de Paula, aviador aposentado e presidente da empresa BANDEIRANTE foguetes educativos, Ten. Stogmuller, do Corpo de Bombeiros e Dr. João Canalle, astrônomo e coordenador nacional da OBA.Tendo ainda sido realizado visita ao planetário e oficinas de construção de foguetes com combustível sólido.